teste Mensageiros blabber – LIDIA (Biblioteca de Atividades Online)

Mensageiros blabber

Descrição Breve

Nesta atividade propomos a utilização da aplicação Blabberize para que os alunos possam criar, enviar e trocar mensagens positivas entre si. É uma atividade divertida que pode ser proposta como uma pequena tarefa ou em diferentes momentos ao longo do ano. Para além de ajudar a desenvolver a comunicação oral, permitindo que os alunos expressem as suas emoções e sentimentos de forma adequada, também potencia o sentimento de pertença à turma e o respeito pela diversidade de características dos colegas.

Justificação

Esta atividade estimula o sentido de humor e de solidariedade das crianças e jovens, permitindo que cada um produza e receba uma mensagem positiva de forma divertida. Além de melhorar e reforçar os sentimentos de pertença e de autoestima, configura-se como um bom caminho para que cada criança possa aprender a dizer algo de bom, a ser gentil e atenciosa para com os outros.

Aprender o quê?

  • Respeitar o próximo.
  • Desenvolver empatia.
  • Ser gentil e atencioso.

Blabberize é uma ferramenta online que permite produzir uma imagem digital animada através da sua associação a um ficheiro áudio. Ao recortar uma boca, utilizando uma das funções desta ferramenta, esta move-se à medida  que o áudio é reproduzido, tornando-se num “blabber” ao qual é possível atribuir um título, descrição e palavras-chave. É possível partilhar o blabber criado e convertê-lo para vídeo. O Blabberize permite ainda pesquisar blabbers realizados por outros utilizadores, adicionar utilizadores na lista de amigos e gostar (I like it) ou censurar (I object) blabbers. Encontra-se disponível em http://blabberize.com.

Descrição da atividade

Inicialmente, mostre aos alunos como usar a aplicação Blabberize para criar uma mensagem falante (“blabber”). Explique-lhes que um “blabber” é uma forma divertida e muito simples para criar e partilhar mensagens originais, porque permite associar a nossa voz a uma imagem digital. Para surpreendê-los, mostre-lhes um “blabber” que tenha construído previamente com uma imagem sua.

Contextualizada a utilização da aplicação que aqui propomos, escreva os nomes dos alunos em tiras de papel individuais e coloque-as numa caixa. Solicite a cada aluno que tire uma tira da caixa e não a mostre a ninguém. Se alguém tirar o próprio nome, deverá devolver o papel à caixa e retirar outro. No final deste processo, cada aluno terá um amigo secreto, a quem deverá dirigir uma mensagem positiva com recurso ao Blabberize.

Considerando o nível de desenvolvimento dos seus alunos, converse com eles sobre as características de uma mensagem positiva e forneça o apoio necessário à sua elaboração. A mensagem pode ser curta – um poema ou uma música que expresse sentimentos e emoções otimistas – ou pode ser apenas um bom elogio.

Criada a mensagem, os alunos deverão selecionar uma imagem para criar o “mensageiro blabber”. Em função das suas características e necessidades, crie oportunidades para que os alunos escolham uma imagem a partir de um conjunto previamente selecionado, tirem uma foto sua e a guardem no computador ou façam um desenho para o seu amigo secreto. Escolhida a imagem, basta aceder ao sítio da aplicação (disponível em http://blabberize.com/), seguir as instruções para criar o “blabber” e partilhá-lo com o amigo secreto.

Para trabalhar esta aplicação com alunos em processo inicial de aprendizagem à leitura e à escrita, ou pouco familiarizados com a utilização de tecnologias digitais, sugerimos que crie previamente uma conta única no Blabberize e que apoie o processo de criação e troca de mensagens. Neste caso, para a troca de mensagens, poderá optar por divulgar e partilhar as produções dos alunos no sítio da escola ou no Blog da turma/sala. No caso de trabalhar com alunos mais experientes, cada um pode criar e administrar a sua própria conta, tendo em conta as normas de utilização deste serviço. Neste caso, a partilha e troca de mensagens poderá tornar-se mais interessante e estimulante se for realizada via e-mail.

Sequência

  1. Introduzir a aplicação Blabberize.
  2. Retirar uma tira de papel com o nome do amigo secreto.
  3. Discutir sobre em que consiste uma mensagem positiva.
  4. Escolher ou criar uma imagem para construir um “blabber”.
  5. Criar um “blabber” com uma mensagem positiva para o amigo secreto e partilhá-lo com este.

Sugestões & Dicas

Proponha a atividade no início do ano ou, em conjunto com os alunos, defina um período para o seu desenvolvimento. Pode ser implementada durante um período curto e pontual, utilizando o tempo de uma ou duas aulas, ou em diversos momentos ao longo do ano letivo (ex: dias de aniversário, dias festivos,…).

Optando por aplicar esta atividade em diversos momentos, sugerimos que planifique cuidadosamente o envio e troca de mensagens entre os alunos de forma a assegurar que todos recebem, pelo menos, uma mensagem positiva.

Experimente utilizar a aplicação Blabberize  para que os seus alunos possam criar personagens fictícios e preparar monólogos; fazer apresentações de “personagens ilustres falantes” (ex. biografias de pessoas notáveis na história, no mundo e/ou nas suas comunidades); criar noticiários de turma; construir tutoriais; criar as suas próprias mensagens, de forma autónoma, para comemorar ocasiões especiais e festivas.

Segurança & Identidade Digital

Se os alunos tiverem menos do que 13 anos de idade, esclareça que só podem utilizar este serviço com autorização dos pais ou de um adulto responsável. Se decidirem utilizar imagens retiradas da Internet para criar os “blabbers”, reforce a necessidade de respeitarem os direitos de autor.

Para maior segurança a este nível, incentive os alunos a usarem imagens com licença Creative Commons (http://search.creativecommons.org/). Embora os alunos possam utilizar imagens de si próprios de forma segura, certifique-se que eles não fazem qualquer referência aos seus dados pessoais, tanto na imagem quanto na mensagem oral a ela associada (ex: nome, morada, escola, telefone, etc.).

 


logo LIDIA

Projeto LIDIA – Literacia Digital de Adultos
Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, 2016
Sítio do projeto: lidia.ie.ulisboa.pt

Atividade originalmente elaborada no âmbito do projeto TACCLE2 em 2013
Atividade adaptada por Ana Garcia e revista por Catarina Gonçalves para a Biblioteca de Atividades Online (BAO) do Projeto LIDIA em fevereiro de 2016.

CC88x31

Esta atividade pode ser usada, copiada, reproduzida, modificada, publicada e transmitida em todos os tipos de media ou métodos de distribuição já disponíveis ou que venham a ser desenvolvidos, bastando para isso fazer referência aos autores e ao Projeto TACCLE2 e Biblioteca de Atividades Online (BAO) do Projeto LIDIA.